Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais alerta sobre possível transmissão sexual do vírus Zika

O Departamento de DST/aids e Hepatites Virais orienta sobre a possível transmissão sexual do vírus Zika e apresenta medidas preventivas em gestantes.


O zika vírus (ZV) é uma arbovirose cuja principal forma de transmissão ocorre através da picada de mosquitos do gênero Aedes sp. Existem relatos na literatura de transmissão sexual do ZV.[1],[2] Ademais, foram isoladas partículas virais em sêmen de indivíduo com sinais e sintomas sugestivos de infecção pelo ZV.[3]


As evidências científicas disponíveis até o momento apontam para um possível estabelecimento de vínculo causal do ZV e a transmissão sexual. Um grupo de trabalho coordenado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) com participação do Governo Brasileiro, busca aprofundar as evidências científicas neste campo. Até então as informações existentes nos levam a adotar medidas de precaução.


Considerando o cenário atual de possível transmissão sexual de ZV e as complicações decorrentes da transmissão vertical do vírus, como microcefalia e a associação entre ZV e Síndrome de Guillain-Barrè, o Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Vigilância em Saúde e do seu Departamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis/HIV/Aids,s, principalmente para as gestantes e suas parcerias sexuais. recomenda: A utilização correta e consistente de preservativos masculinos e femininos em todas as relações sexuai

Please reload

Featured Posts

A Cidade de São Paulo elimina transmissão do HIV de mãe para filho, diz ministério

November 16, 2019

1/10
Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive